In Blog, Eletrônico e Digital

Blockchain é uma tecnologia que surgiu há alguns anos no mundo das finanças, mas que hoje já tem diversas aplicações para além dessa área. O assunto conquistou o interesse de muitas pessoas no mundo, mas sua definição ainda não é muito clara para todos.

Por isso, se você quer saber melhor o que é blockchain, este artigo é para você. A seguir, vamos falar com mais detalhes o que é essa tecnologia e como ela funciona. Continue a leitura e confira!

O que é blockchain?

A blockchain é uma tecnologia criada em 2008, que, em suas origens, estava ligada às criptomoedas. Foi ela que possibilitou o desenvolvimento da bitcoin, a primeira moeda digital inventada, e de outras como ethereum e litecoin.

Em português, blockchain significa “cadeia de blocos”. Cada bloco contém um arquivo acompanhado de um código hash próprio e também do hash do bloco anterior.

Vale esclarecer que hash é uma função matemática que gera um código de letras e números que vai representar aquele arquivo.

Assim, um bloco se conecta a outro, criando uma cadeia. Daí, portanto, o nome blockchain.

Como funciona?

No contexto das criptomoedas, a blockchain serve como um imenso livro-caixa. Chamado de ledger, esse é o documento no qual são registradas todas as transações realizadas. Essas informações são públicas e permanentes, não podendo ser alteradas ou apagadas.

Uma das grandes inovações desse sistema é que esse livro-caixa é descentralizado, ou seja, não há um intermediador responsável pelas transações, como um banco ou outra instituição. Assim, os usuários podem fazer transações peer-to-peer.

Todas as transações são processadas e verificadas por uma rede de computadores espalhados pelo mundo que participam do sistema bitcoin.

Os que fazem a validação dessas transações são chamados de mineradores, que possuem os equipamentos necessários para calcular e criar os códigos hash dos blocos. Em troca, essas pessoas recebem moedas virtuais para executar esse trabalho.

blockchain o que é

A blockchain é segura?

Por meio da tecnologia blockchain, as transações são registradas em blocos e, como dissemos, cada bloco está conectado ao anterior e ao seguinte formando uma cadeia. Com esse mecanismo, não é possível fazer alterações nas informações registradas em um bloco.

E, para aumentar ainda mais a segurança, cada bloco contém seu código hash e o do bloco anterior. Dessa maneira, invadir um bloco se torna muito mais difícil, já que é preciso descobrir mais de um código.

Além disso, todas as transações são criptografadas. Assim, por mais que todos tenham acesso às transações realizadas, nem todas as informações são completamente públicas.

É possível, por exemplo, ter conhecimento que uma transação de bitcoin foi realizada, mas não quem são os envolvidos nem o que foi transferido de uma pessoa para outra.

Outro ponto que torna a blockchain altamente segura é o fato de o sistema ser descentralizado. Como as informações não estão centralizadas em um intermediador, existem milhares de camadas de segurança.

Isso significa que, para invadir o sistema e hackear uma operação, seria preciso alterar todas as transações de um bloco simultaneamente nos milhares de computadores que fazem parte da rede – o que é praticamente impossível.

Quais os usos dessa tecnologia?

Como vimos, a blockchain nasceu como a tecnologia-base das criptomoedas, mas hoje seu uso já se expandiu. Apenas para citar alguns exemplos, algumas de suas possíveis aplicações são:

  • Verificação da autenticidade de obras de arte;
  • Rastreamento de cadeias de suprimentos;
  • Realização de pagamentos e transferências bancárias internacionais;
  • Gerenciamento de direitos de propriedade intelectual;
  • Registro de contratos para compra e venda de imóveis.

Como você pode ver, a blockchain, hoje, vai muito além do bitcoin, e muitos negócios das mais diversas áreas estão usufruindo dessa tecnologia.

Agora que você já sabe o que é e como funciona a blockchain, aproveite para conferir outros artigos em nosso blog!

Se quiser saber mais sobre este tema, contate o autor ou o Dr. Cesar Peduti Filho.

If you want to learn more about this topic, contact the author or the managing partner, Dr. Cesar Peduti Filho.

Artigos Recentes
Contact Us

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.