In Blog

Quem precisa fazer o registro de sua marca sabe que esse não é um processo tão simples. Além de burocrático e longo, em muitos momentos é necessário ter conhecimento técnico para evitar erros ou outros problemas. Por isso um escritório de registro de marcas pode ser crucial para garantir êxito no resultado.

Diante disso, você deve estar se perguntando: mas quem pode registrar minha marca? Embora o empresário ou mesmo uma pessoa física possa fazer o pedido de registro por conta própria, existem muitas vantagens em contar com um profissional especializado na área.

Neste artigo, vamos falar sobre a importância de uma consultoria desde a concepção da marca e, inclusive, para empresas já existentes. E também vamos mostrar como encontrar um profissional adequado para registro de marcas e como ele ajudará durante o procedimento. Confira!

Quais as vantagens de contar com um intermediário?

Contratar um profissional especializado em registro de marcas pode não apenas trazer muitas facilidades para a empresa ou para pessoas físicas, como pode ser fundamental para obter o deferimento da marca.

Quem não tem conhecimento sobre o assunto pode cometer alguns erros, como:

  • Preencher incorretamente o formulário;
  • Deixar de enviar todos os documentos necessários;
  • Esquecer de pagar alguma taxa;
  • Perder os prazos legais;
  • Não respeitar a legislação e os procedimentos internos do INPI.

Questões mais técnicas, como a escolha de classes da marca, por exemplo, podem gerar muitas dúvidas na hora do registro, e o preenchimento incorreto pode indeferir o pedido. E, ainda, o requerente pode não conhecer a Lei de Propriedade Industrial na íntegra e ter seu pedido indeferido por alguma irregularidade.

Com uma consultoria especializada no início das atividades ou até mesmo antes de constituir uma empresa, você tem garantia de que todo o processo será feito corretamente, obtendo o registro da sua marca sem grandes problemas e sem o risco de ter prejuízos no futuro.

Outra vantagem de contratar um escritório de registro de marcas é que você pode contar com esse suporte mesmo se já tiver um negócio funcionando. Caso a marca que você usa já seja registrada por terceiros, o profissional será capaz de analisar a situação e encontrar a melhor solução para você.

Se a marca estiver desimpedida, a vantagem é que você se livra da burocracia, que fica por conta do escritório. Com alguém especializado fazendo o acompanhamento constante do processo e com conhecimento jurídico, você tem segurança e tranquilidade para focar no comando dos seus negócios enquanto o processo de registro se desenrola.

Quem pode ajudar no registro de marcas?

escritório registro de marcasEmpresas de marcas e patentes, escritórios de advocacia especializados e profissionais especialistas em propriedade intelectual são os mais adequados para ajudar no processo de registro de marca, já que são eles que contam com a expertise necessária.

Antes de escolher uma empresa, lembre-se de investigar sobre sua idoneidade e a qualidade dos serviços prestados. Pesquise sobre a procedência, veja sua reputação no mercado e busque referências de clientes que já utilizaram o serviço.

É importante também que a empresa conte com advogados, pois o conhecimento na área jurídica é essencial, principalmente se houver necessidade de questionar alguma decisão do INPI, argumentar uma defesa ou entrar com recursos.

Para saber se os profissionais são bem qualificados, busque dados e referências sobre eles. Além de conhecimento técnico, é fundamental que a equipe de profissionais seja confiável, já que eles estarão lidando com um bem tão importante: sua propriedade intelectual.

Como um profissional ajudará durante o processo?

Com a experiência e o know how de profissionais especializados, você terá acompanhamento durante todo o processo de registro. Antes de entrar com o pedido, ele fará a busca de anterioridade, para saber se sua marca está disponível e certificar-se de que pode solicitar o registro.

Depois, será feita toda a preparação para o pedido:

  • Cadastro no portal do INPI;
  • Geração da GRU (Guia de Recolhimento da União);
  • Pagamento da taxa.

O profissional garantirá o correto preenchimento do formulário e orientará sobre as documentações necessárias que você deverá providenciar.

Depois do pedido ser protocolado, o profissional acompanhará todas as fases seguintes do processo:

  1. Publicação oficial do pedido na RPI (Revista da Propriedade Industrial);
  2. Deferimento;
  3. Pagamento de nova taxa para o primeiro decênio da marca;
  4. Concessão do registro.

Todo o processo pode ser bastante longo, durando cerca de 2 anos para ser finalizado. Durante esse tempo, o intermediário cuidará do seu pedido, fazendo o acompanhamento das movimentações e eventuais desdobramentos.

Além disso, qualquer obstáculo durante o trâmite será devidamente avaliado pelos profissionais, que encontrarão a solução adequada para o seu caso.

Como você pode ver, com um escritório de registro de marcas, você não corre o risco de perder prazos, enviar documentação errada ou cometer alguma irregularidade.

Um especialista do seu lado dará mais segurança e garantia para você obter sucesso na proteção da sua marca.

“Se quiser saber mais sobre este tema, contate o autor ou o Dr. Cesar Peduti Filho.”
“If you want to learn more about this topic, contact the author or the managing partner, Dr. Cesar Peduti Filho.”

Recent Posts

Leave a Comment

Contact Us

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.

Not readable? Change text. captcha txt